"MOCAMBIQUE PARA TODOS,,

VOA News: África

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Pio Matos diz estar perturbado e incapaz de dirigir autarquia de Quelimane[?]



Formalizada renúncia do edil de Quelimane
A Renamo ainda tentou inviabilizar a renúncia do edil de Quelimane, mas os votos maioritários da Frelimo foram suficientes para “acolher” a renúncia de Pio Matos.
A Assembleia Municipal de Quelimane pronunciou-se, ontem, favorável ao pedido de renúncia ao cargo de presidente do Município de Quelimane, apresentado por Pio Matos. Tal como acontece na Assembleia da República, a Frelimo socorreu-se da maioria de que dispõe naquele órgão para “acolher” o pedido de renúncia de Pio Matos, já que a Renamo votou contra.
Na curta carta de renúncia a que o nosso jornal teve acesso, Pio Matos alega que, “depois de ponderadas, conjunturalmente,  situações e circunstâncias políticas, económicas, sociais e outras de natureza pessoal”, decidiu solicitar a renúncia ao cargo que vem exercendo, com “efeitos imediatos”.
Na referida carta, Matos não explica que tipo de circunstâncias políticas, económicas, sociais,  muito menos as razões de natureza pessoal que o fazem abdicar do cargo a meio do mandato.
Solicitado pelo “O País” a explicar de uma forma detalhada as tais circunstâncias, Pio Matos disse ser “um homem com problemas e, neste momento, perturbado”, daí que não está em condições de desempenhar com dedicação as suas funções, facto que, a continuar como edil, “pode prejudicar Quelimane. Não estou em condições de continuar, porque as minhas razões pessoais assim me impedem”, justificou Pio Matos. (O País)



LEMBRE-SE AINDA QUE....

A Assembleia Municipal de Quelimane convidou os órgão de comunicação social para cobrirem a 3a sessão extraordinária, que terá lugar na próxima quinta-feira, com único ponto de agenda: “renúncia do mandato do presidente do conselho municipal da cidade de Quelimane”.
Tal como vem avançando este jornal, mais um edil apresentou a sua renúncia ao cargo. Trata-se de Pio Matos, edil de Quelimane, que na última segunda-feira escreveu à Assembleia Municipal manifestando o seu desejo de renunciar ao cargo que vinha ocupando há sensivelmente 12 anos. Até ao momento, não se conhece as razões que Pio Matos alega na carta para renunciar ao cargo.

Num breve contacto com o nosso jornal, ontem, Pio Matos assegurou ter mesmo submetido a sua carta de renúncia ao cargo, no entanto, não quis avançar mais detalhes. Matos referiu que, depois da sessão de quinta-feira, ia anunciar os motivos que o fizeram renunciar ao cargo.

“Confirmo que emiti a carta de renúncia à presidência do município que dirigi com muita responsabilidade durante o período em que lá estive, e espero que a minha governação tenha sido a melhor possível para o bem-estar social da vida dos munícipes”, disse Matos, mostrando-se doravante pronto a colaborar para o bom andamento da edilidade.

Na noite de ontem, a Assembleia Municipal de Quelimane emitiu um comunicado de imprensa a convidar os órgãos de comunicação social a participarem na terceira sessão extraordinária, por sinal a primeira do ano 2011 daquele órgão deliberativo, a realizar-se no próximo dia 25, quinta-feira, com único ponto de agenda: “renúncia ao mandato do presidente do conselho municipal da cidade de Quelimane”.

Empurrado do poder

Na verdade, a renúncia aconteceu um dia depois de Pio Matos ter presidido às cerimónias centrais do 69o aniversário da cidade, na qual, em jeito de despedida, dançou até à exaustão com os munícipes, para depois deixar a seguinte exortação: “O povo de Quelimane não deve recuar.
Fonte: Jornal O Pais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

| REFLECTINDO SOBRE MOCAMBIQUE |

| DEBATES E DEVANEIOS |

Angola24Horas

Últimas da blogosfera

World news: Mozambique | guardian.co.uk

Frase motivacionais

Ronda noticiosa

Procure no YouTube

Cotonete Records

Cotonete Records
Maputo-based group

Livros e manuais

http://www.scribd.com/doc/39479843/Schaum-Descriptive-Geometry