"MOCAMBIQUE PARA TODOS,,

VOA News: África

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Zambézia: o futuro celeiro de Moçambique

Com mais de 4.4 milhões de habitantes, a província da Zambézia tem potencialmente o segundo maior mercado para a venda de bens e produtos em Moçambique, e está na FACIM 2012 para mostrar as suas potencialidades económicas para o mundo.
Na Zambézia, há condições para o investimento no sector da agricultura, recursos minerais e pescas.
A província da Zambézia é tida como a mais pobre do país, segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) referentes ao Inquérito do Orçamento Familiar, mas, na FACIM, a segunda província mais extensa e populosa de Moçambique.
Com mais de 4.4 milhões de habitantes, a província da Zambézia tem, potencialmente, o segundo maior mercado para a venda de bens e produtos em Moçambique, e está na FACIM 2012 para mostrar as suas potencialidades económicas para o mundo.
“Estamos abertos ao investimento e garantimos segurança a todo o investidor”, assegurou o governador da província da Zambézia, Itai Meque, para quem há muito que se pode explorar em termos de investimentos e com garantia de retorno.
Aposta nos cereais para abastecer o país 
Itai Meque revelou que, nos próximos anos, a província de Zambézia deverá transformar-se numa grande referência na produção de cereais (arroz, milho, soja e feijões) com vista a abastecer o mercado nacional. Neste contexto, a província vai aproveitar grande parte dos oito milhões de hectares aráveis e dos regadios existentes.
A ideia da província é abastecer a todas as província do país em cereais, evitando que os grandes volumes de importação a que o país se submete em razão da fraca produção local destes produtos. Com a terra e os regadios que nós temos, há condições para produzir arroz para abastecer o país e até exportar. Mas, para isso, temos que passar de agricultura de subsistência para agricultura industrializada”, disse Itai Meque. 
Na Zambézia, produz-se algodão, tabaco, etc., mas o grande cartão-de-visita da província é o chá que é produzido nos seus vários distritos. Nesta área, duas fábricas serão reactivadas de modo a que a produção do chá volte aos níveis dos anos 70 e 80.  
«O PaísOnline»

Sem comentários:

Enviar um comentário

| REFLECTINDO SOBRE MOCAMBIQUE |

| DEBATES E DEVANEIOS |

Angola24Horas

Últimas da blogosfera

World news: Mozambique | guardian.co.uk

Frase motivacionais

Ronda noticiosa

Ocorreu um erro neste dispositivo

Cotonete Records

Cotonete Records
Maputo-based group

Livros e manuais

http://www.scribd.com/doc/39479843/Schaum-Descriptive-Geometry