"MOCAMBIQUE PARA TODOS,,

VOA News: África

sexta-feira, 19 de abril de 2013

FIR deteve e soltou SG e deputado da Renamo

  Em Gorongosa  


Maputo (Canalmoz) - A Força de Intervenção Rápida (FIR) deteve na manhã desta quinta-feira na vila de Gorongosa, província de Sofala, o secretário-geral da Renamo, Manuel Bissopo, e o deputado e homem de confiança de Afonso Dhlakama, Armindo Milaco, ambos acusados de incitação à violência devido aos discursos belicistas proferidos nos últimos dias.
Restituídos à liberdade
Entretanto, os dois membros da Renamo que são ambos deputados, foram restituídos à liberdade ao fim de três horas, encontrando-se agora em Vunduzi..
Segundo apurou o Canalmoz do chefe de Departamento de Administração Interna e Poder Local, Jeremias Pondeca, para além de terem sido detidos, os dois quadros superiores da Renamo foram espancados pela FIR. Pondeca não avançara as circunstâncias em que Manuel Bissopo e João Armindo Milaco foram detidos.
Sabe-se, porém, que o secretário-geral da Renamo tinha sido intimado pela Procuradoria-Geral da República, por alegadamente ter incitado os populares à violência durante a sua digressão pelas províncias do norte e centro do País, dias antes dos incidentes de Gôndola, província de Manica, e Muxúnguè, na província de Sofala.

Bissopo fala ao Canalmoz

Em contacto telefónico com o Canalmoz, Manuel Bissopo disse que ficaram detidos no Comando Distrital da PRM em Gorongosa por 3 horas.
De acordo com o secretário-geral da Renamo, a prisão ocorreu num dos postos de controlo da FIR, depois deles terem chegado ao local idos da base militar, e a Polícia não abriu a cancela limitando-se a vasculhar a viatura em que seguiam.


“O nosso mal foi de termos perguntado porque não abriam a cancela e qual era a razão da vasculha das viaturas. Perguntámos se tinham alguma informação de que transportávamos alguma coisa estranha ou tínhamos algum plano estranho”, disse Bissopo acrescentando que a resposta da Polícia foi de que vocês não têm nada a falar porque são procurados por incitamento à violência, seguindo-se depois a nossa condução ao comando distrital da Polícia onde nada foi aberto como processo, limitando-se a Polícia a nos humilhar”.
De acordo com o que contou, no fim um dos responsáveis acabou pedindo desculpas alegando que os seus colegas tinham tido má actuação.

Polícia confirma detenções

Num outro contacto telefónico que o Canalmoz efectuou ainda na noite de ontem, com o chefe de Departamento de Relações Públicas no Comando Provincial da PRM em Sofala, Feliciano Dique, este confirmou a detenção.
“Eles foram, sim, detidos por volta das 13 horas, por desobediência à Polícia num controlo, quando estes faziam um trabalho de revista de viaturas. Eles saiam da sua base para a vila, mas neste momento acabam de ser soltos”, disse Feliciano Dique ao Canalmoz sem adiantar mais detalhes.
A detenção dos dois membros da Renamo ocorre no mesmo dia em que o Governo respondeu à solicitação da Renamo para o diálogo. A delegação da Renamo deverá ser encabeçada precisamente por Manuel Bissopo.
Bissopo disse que a Renamo está a ponderar se pode ou não ir ao diálogo com o Governo, dado este estar a demonstrar que não está interessado.
“Também essas atitudes da Polícia vão merecer a resposta da Renamo no devido momento, porque percebemos agora, de uma vez por todas, que a tendência da Frelimo é de continuar a humilhar-nos”, concluiu Bissopo. 
Lembre-se que os dois detidos gozam de imunidade inerente à sua função de deputados, não devendo ser detidos, excepto quando em flagrante delito.
 (Bernardo Álvaro)

Sem comentários:

Enviar um comentário

| REFLECTINDO SOBRE MOCAMBIQUE |

| DEBATES E DEVANEIOS |

Angola24Horas

Últimas da blogosfera

World news: Mozambique | guardian.co.uk

Frase motivacionais

Ronda noticiosa

Ocorreu um erro neste dispositivo

Cotonete Records

Cotonete Records
Maputo-based group

Livros e manuais

http://www.scribd.com/doc/39479843/Schaum-Descriptive-Geometry